Cronicas do autor

O brilhozinho nos olhos

Conforme vai andando na vida, porque me custa a dizer evoluir, a Humanidade vai-se tornando refinada...

O Douro neste ponto

Existem vários tipos de pontos. O ponto cruz que é feito com linhas e fio de tecido, o ponto de en...

O Douro move-se

Há pouco mais de cem anos, ainda há pouco, apesar de parecer uma eternidade por causa de tantas tere...

Douro: A tempestade perfeita.

Assim num primeiro modo de pensar ou sentir, no repente, uma tempestade nunca é perfeita no sentido...

A História sem esquadria

Num daqueles tempos em que uma pessoa sente que pouca coisa tem a fazer com aquele tempo mais à mão...

O Dia Inteiro e Limpo

Era abril. Quase maio. A primavera como lhe é próprio, fazia florira as giestas e mais tudo o que...

A Cidade

Desde que desceu das árvores e deixou de andar “ao Deus-dará” ´ na cata de animais e de frutos silve...

A Inteligência Artificial

Deus Nosso Senhor nos livre e guarde. Era assim que os antigos de não ainda há muito tempo, diziam q...

Abandonados

Inquietantes. Os tempos que se avizinham podem vir a ser muito complicados, afirmam os estudiosos e...

Casa do Douro: A criança está-nos nos braços

O tema, como é nosso timbre, está a passar despercebido. Com a exceção dos mais diretamente envolvid...

A memória

Lembra-se? Pois também eu, mas cada vez menos. Quer dizer, de algumas coisas, pois outras continuam...

A Democracia armadilhada

Num primeiro modo de pensar e de dizer, será certo que onde existe liberdade não pode haver armadilh...

A Agricultura

No início, era a Agricultura. Depois, tem sido ela e mais muitas outras coisas. No futuro, será o qu...

Há lodo no país

Parece que o pântano referenciado e pressentido foi encontrado ao virar da esquina neste nosso jardi...

Os Fundos

Ainda sou do tempo em que o dinheiro, muito ou pouco, tinha o respetivo dono devidamente identificad...